Publicidade - OTZAds

Viúva Negra| Roteirista de “She-Hulk” revela ideia descartada para o filme

Viúva Negra| Roteirista de “She-Hulk” revela ideia descartada para o filme

O primeiro filme solo da Viúva Negra para o Universo Cinematográfico da Marvel também significou a despedida definitiva de Scarlett Johansson como Natasha Romanoff. Enfrentando algumas polêmicas em torno de seu lançamento misto durante o período de pandemia, o filme acabou não deixando grande impacto para os fãs e muitos também não aprovaram o roteiro como digno da despedida de Johansson.

Publicidade - OTZAds

E pensar que o roteiro poderia ter sido completamente diferente caso a Marvel Studios tivesse aprovado o roteiro de Jessica Gao, criadora da série She-Hulk para o Disney+. Falando sobre isso ao The Wrap, Jessica detalhou seus planos para o filme solo da Viúva Negra:

Publicidade - OTZAds

“Basicamente, você descobre que no colegial como uma espiã russa adolescente, Natasha foi infiltrada em um colégio americano porque ela tinha que assassinar o pai de alguém. Então 20 anos depois, ela volta para essa mesma escola para uma reunião e precisa lidar com as consequências dessa identidade falsa onde ela traiu todas essas pessoas.”

Em Viúva Negra, acompanhamos a vida de Natasha Romanoff (Scarlett Johansson) após os eventos de Guerra Civil. Se escondendo do governo norte-americano devido a sua aliança com o time do Capitão América, Natasha ainda precisa confrontar partes de sua história, que ela tanto evita, quando surge uma conspiração perigosa ligada ao seu passado. Perseguida por uma força que não irá parar até derrotá-la, ela terá que lidar com sua antiga vida de espiã, e também reencontrar membros de sua família que deixou para trás antes de se tornar parte dos Vingadores, e lidar com esses relacionamentos quebrados. Ao reencontrar suas raízes, e deixar de evitar lidar com suas vulnerabilidades e traumas, a heroína poderá encontrar a força que tanto precisa.

Publicidade - OTZAds

Mas e você, gostaria que o roteiro de Jessica Gao tivesse saído do papel ou o que vimos nos cinemas foi melhor?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: