Publicidade - OTZAds

Doutor Estranho 2| Sam Raimi compara filme com trilogia do Homem-Aranha

Sam Raimi está de volta aos filmes da Marvel em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura e traz à mitologia de Stephen Strange um ar de horror jamais visto no Universo Compartilhado da Marvel. Ainda assim, o diretor ficou iconizado por dirigir a trilogia clássica do Homem-Aranha estrelado por Tobey Maguire e inclusive comentou a inevitável comparação entre as franquias dos heróis.

Publicidade - OTZAds

Em entrevista exclusiva ao site brasileiro Legião dos Heróis, o diretor de 62 anos de idade destacou que a trilogia do Amigão da Vizinhança e o segundo filme protagonizado por Benedict Cumberbatch acontecem em momentos diferentes do cinema e que hoje em dia o público é muito mais exigente com esse gênero, especialmente quando o assunto são os efeitos especiais, o famoso CGI:

Publicidade - OTZAds

“Foram experiências muito diferentes, é uma boa pergunta! A produção do primeiro Homem-Aranha consistiu em criar as ferramentas necessárias para fazer as próprias ferramentas. Naquela época ainda não havia heróis de computação gráfica, portanto precisamos desenvolver a tecnologia, os programas e os computadores para conseguir cumprir esse desafio. Agora, 20 anos depois, tudo isso já existe, e o público é muito mais inteligente pois já viu muito mais em termos de efeitos visuais. Agora, a pergunta já não é mais se é possível fazer um filme assim, mas sim se é possível fazer de forma que seja nova para o público ao mesmo tempo que prioriza a trama e os personagens.”

Mesmo tendo ficado um bom tempo em hiato na carreira como diretor, Sam Raimi destaca na mesma entrevista que continua apaixonado pelo universo das HQs e que foi inclusive isso que o atraiu tanto em “Multiverso da Loucura”:

Publicidade - OTZAds

“Produzir filmes de jovens cineastas foi muito instrutivo para mim. Aprendi sobre técnicas que eles estavam tentando que eu nem teria pensado, e vi como trabalham com atores de formas diferentes que eu, o que me ajudou como diretor. Se eu não tivesse feito nada disso, ainda acho que estaria pronto para fazer Multiverso da Loucura há 20 anos, pois é sobre os personagens que eu amo. O que me chamava a atenção há 20 anos são as mesmas coisas que me atraíram ao Multiverso da Loucura.”

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura acompanha o personagem titular em uma jornada assustadora pelo multiverso para proteger America Chavez de uma ameaça gigantesca. O filme segue em cartaz nos cinemas do Brasil e já é a maior bilheteria dos cinemas em 2022 até o momento.

Deixe uma resposta