Publicidade - OTZAds

Aquaman 2| Walter Hamada desmente Amber Heard e comenta falta de química com Jason Momoa

O processo de difamação movido por Johnny Depp contra sua ex-esposa Amber Heard segue movimentando Hollywood e revelando detalhes sórdidos da relação entre os atores. Nessa terça-feira (24) foi exibido em tribunal o depoimento de Walter Hamada, presidente da DC Films, gravado em março, onde o executivo comenta o sucesso da franquia Aquaman dentro do Universo Estendido da DC e acaba desmentindo uma recente declaração de Amber.

Publicidade - OTZAds

Recentemente, a intérprete de Mera disse que teve seu papel reduzido em “Aquaman e o Reino Perdido” após a repercussão negativa do processo movido por Johnny Depp e que já não era mais bem-vinda dentro do DCEU. Entretanto, na declaração de Hamada, gravada antes, ele diz que o estúdio nunca considerou ter Mera como co-protagonista do segundo filme do Rei dos Mares, trazendo ela como uma personagem secundária desde o projeto inicial. Segundo ele, o filme terá destaque para Arthur Curry e seu irmão Orm, interpretado por Patrick Wilson, algo que já estava planejado:

Publicidade - OTZAds

“O tamanho do papel do filme que ela tem foi determinado no início do desenvolvimento do roteiro, que teria acontecido em 2018. Desde os estágios iniciais de desenvolvimento do roteiro, o filme foi construído em torno do personagem de Arthur e do personagem Orm. Arthur sendo Jason Momoa e Orm sendo Patrick Wilson. Eles sempre foram os protagonistas do filme.”

No depoimento gravado, o presidente da DC Films também comentou a falta de química entre Amber Heard e o protagonista Jason Momoa no primeiro filme, revelando que a produção precisou “criar” essa química na pós-produção pois era algo muito visível e incomodo:

Publicidade - OTZAds

“Acho que editorialmente eles conseguiram fazer esse relacionamento funcionar no primeiro filme, mas havia uma preocupação de que era preciso muito esforço para continuarmos e seria melhor reformular, encontrar alguém que tivesse uma química melhor e mais natural com Jason Momoa e seguir em frente dessa maneira. É como o que faz de uma estrela de cinema uma estrela de cinema. Você sabe quando vê. E a química não estava lá. Um bom editor e um bom cineasta podem escolher as tomadas certas e os momentos certos e juntar as cenas contra a trilha sonora. A música na cena faz uma grande diferença.”

A química entre Amber e Jason no primeiro filme do Aquaman foi um dos montos mais apontados como negativos na época, de fato, e muitos fãs apontaram o casal como forçado e frio em muitas cenas. Agora, com a repercussão do processo entre Amber e seu ex-marido, alguns fãs mobilizam um abaixo-assinado pela demissão e substituição da atriz no papel, o que não acontecerá em “Aquaman e o Reino Perdido” mas pode acontecer futuramente. O novo filme tem previsão de estreia para 17 de março de 2023.

Deixe uma resposta