Publicidade - OTZAds

O Massacre da Serra Elétrica| Filme da Netflix não agrada e é detonado por público e crítica

O Massacre da Serra Elétrica| Filme da Netflix não agrada e é detonado por público e crítica
Anúncios

POR ADAILTON MORAES

Nos últimos anos, diversos estúdios e serviços de streaming estão investindo em reboots, remakes e continuações de franquias consagradas das décadas passadas, mas às vezes essa estratégia não é acertada e o melhor mesmo teria sido investir em uma nova franquia do zero. É o que tem acontecido com o novo O Massacre da Serra Elétrica, da Netflix, que chegou sexta (18) ao catálogo da plataforma e vem sendo “massacrado” (com permissão para o trocadilho) tanto pelos críticos quanto pelo público e fãs dos filmes anteriores.

Publicidade - OTZAds

A produção dirigida por David Blue Garcia buscou apagar os filmes anteriores e servir de sequência direta do filme original 1974, com uma diferença de décadas entre as tramas. No filme um grupo de amigos se muta para a remota cidade de Harlow, no Texas, para iniciar um novo empreendimento comercial, mas o sonho acaba se tornando um pesadelo quando eles perturbam acidentalmente o sossego de Leatherface.

Publicidade - OTZAds
Anúncios

Com altas expectativas, “O Retorno de Leatherface” não agrada os fãs e críticos e conta com apenas 30% de aprovação da imprensa especializada no site medidor de notas Rotten Tomatoes e 37% do público. O consenso crítico aponta que o projeto exagera no gore (subgênero do cinema de terror que se concentra em representar violência sangrenta) e peca com um Leatherface que simplesmente não aterroriza.

Curiosamente, em recente entrevista ao ComicBook, o diretor David Blue destacou que o filme busca ser extremamente aterrorizante e deixar o público com o estômago revirado com os assassinatos:

“Eu estava constantemente ‘tonificando’ [as cenas de violencia]. Quando você trabalha com Fede Alvarez como produtor, ele fez alguns filmes muito, muito chocantes e sangrentos, e ele é um mestre nisso. Eu me lembro do meu primeiro dia no set, eu tive que filmar uma das mortes para um personagem menor, e Fede me ligou no dia seguinte. Ele tinha visto os diários e estava tipo, ‘Ei cara, ótimo trabalho nessa matança, mas eu quero que você faça isso de novo. Eu só quero que você vá um pouco mais longe, um pouco mais de sangue , e depois que achar que tem sangue suficiente, coloque mais’. Essa foi a minha direção para o resto do filme. Estávamos constantemente tentando superar um ao outro e obter as mortes mais loucas, as mortes mais criativas, e realmente disparar muito sangue de um aborto ou qualquer outra coisa”

Publicidade - OTZAds
Anúncios

Apesar das duras críticas, vale ressaltar, o novo filme do Massacre da Serra Elétrica está recebendo a atenção dos assinantes da Netflix e se destacando no catálogo como uma das produções mais assistidas. E você, já assistiu?

Um comentário em “O Massacre da Serra Elétrica| Filme da Netflix não agrada e é detonado por público e crítica

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: