Publicidade - OTZAds

Monark é oficialmente demitido do Flow Podcast após declaração sobre nazismo

POR ADAILTON MORAES

Nos últimos anos, os podcasts se tornaram populares em todo o mundo e aqui no Brasil o Flow Podcast é um dos mais comentados e populares, trazendo os mais variados convidados diante dos apresentadores Igor 3k e Bruno Aiub, mais conhecido como Monark. Acontece que a produção sofreu um grande baque e acaba de demitir oficialmente Monark após uma fala polêmica sobre o nazismo.

Publicidade - OTZAds

Tudo começou quando Monark defendeu a criação de um partido nazista reconhecido pela lei no programa de ontem (7), onde eram entrevistados os deputados federais Kim Kataguiri, do Podemos, e Tabata Amaral, do PSB:

Publicidade - OTZAds

“A esquerda radical tem muito mais espaço que a direita radical, na minha opinião. As duas tinham que ter espaço, na minha opinião […] Eu acho que o nazista tinha que ter o partido nazista reconhecido pela lei.”

Defendeu o apresentador
Anúncios

Obviamente, a fala de Monark não foi bem recebida, começando pelos próprios entrevistados; Tabata Amaral inclusive o rebateu logo após a polêmica declaração. As coisas se intensificaram nas redes sociais e o apresentador foi duramente criticado pelos internautas, que apontaram sua fala como apologia ao nazismo, um dos movimentos mais cruéis e sanguinários da história da humanidade. A pressão resultou hoje na demissão oficial de Bruno Aiub, com a divulgação de uma carta aberta dos Estúdios Flow, responsável pelo programa:

“Ao longo da nossa história, tratamos de temas sensíveis buscando promover conversas abertas sobre assuntos relevantes para a nossa sociedade, sem preconceitos ou ideias preconcebidas, pelo que acreditamos e defendemos. Reforçamos nosso comprometimento com a Democracia e Direitos Humanos, portanto o episódio 545 foi retirado do ar. Comunicamos também a decisão que a partir de agora, o youtuber Bruno Aiub, o Monark, está desligado do Estúdio Flow.”

Monark também se manifestou sobre o ocorrido, pedindo desculpas pelas declarações e apontando que estava bêbado durante a entrevista, que dura aproximadamente quatro horas, e que o álcool o teria levado a se manifestar de “um jeito burro”:

Publicidade - OTZAds
Anúncios

“Eu errei, a verdade é essa. Eu estava muito bêbado e fui defender uma ideia que acontece em outros lugares do mundo, nos Estados Unidos, por exemplo, mas eu fui defender essa ideia de um jeito burro. Eu estava bêbado, eu falei de uma forma muito insensível com a comunidade judaica. Peço perdão pela minha insensibilidade.”

Diz Monark em um vídeo publicado na tarde de hoje (8)

No mesmo vídeo, o youtuber afirma que sua fala no programa de ontem foi retirada de contexto e que em momento algum os entrevistados saíram dos estúdios inconformados com sua fala, entendendo que tudo fazia parte de um debate de opiniões. Ele também nega que seja a favor do nazismo ou qualquer coisa parecida. Confira a íntegra do vídeo abaixo:

Deixe uma resposta