Publicidade - OTZAds

Ray Fisher reage a pronunciamento de Joss Whedon sobre bastidores de “Liga da Justiça”

POR ADAILTON MORAES

Publicidade - OTZAds

Após muito tempo, Joss Whedon decidiu romper o silêncio e dar sua versão dos acontecimentos que permearam os bastidores do infame Liga da Justiça, filme do qual assumiu a direção após o afastamento de Zack Snyder. Segundo Whedon, o elenco do filme é o mais rude que já conheceu, revelando que os atores não sabiam trabalhar e que as acusações feitas a seu respeito são mentirosas; o diretor também disse que Ray Fisher, que viveu o Ciborgue no filme, é um ator ruim e uma má pessoa.

Publicidade - OTZAds

E é claro que Fisher, o maior responsável pelo vazamentos dos acontecimentos por trás das câmeras da produção do Universo Estendido da DC, não ficaria calado. Em publicação no Twitter, como de costume, o ator reagiu às declarações de Joss Whedon, usando de deboche dando a entender que amanhã teremos novas declarações:

Publicidade - OTZAds
Anúncios

“Parece que Joss Whedon conseguiu dirigir um ‘Ultimato’, afinal… Em vez de abordar todas as mentiras e palhaçadas hoje, estarei celebrando o legado do reverendo Dr. Martin Luther King Jr. Amanhã o trabalho continua.”

O corte de “Liga da Justiça” lançado em 2017 nos cinemas não só ficou marcado pelo mau relacionamento entre Joss Whedon e o elenco como também é considerado um dos piores filmes baseados em quadrinhos de super-heróis, tendo inclusive significado para muitos o ápice que acabou trazendo diversas mudanças dentro do DCEU. Recentemente, o astro Ben Affleck revelou que os acontecimentos durante as refilmagens do filme foram decisivos para que desistisse de interpretar o Batman e do Universo Estendido da DC em si.

Deixe uma resposta