Publicidade - OTZAds

Ex-executivo da Warner explica porquê críticos nunca gostaram de Zack Snyder

Anúncios

POR ADAILTON MORAES

Publicidade - OTZAds

Zack Snyder já tinha produções como “300”, “A Lenda dos Guardiões” e “Watchmen” em seu currículo quando assumiu a direção de O Homem de Aço e do Universo Estendido da DC em 2013. Mas o que era o início de um grande sonho para Snyder e para muitos fãs da DC, acabou se tornando um pesadelo para muitos; o diretor foi massacrado por grande parte dos críticos de cinema e tornou-se alvo de diversas matérias detonando cada uma das decisões que tomou para o DCEU. Todas as polêmicas somadas à perda de sua filha terminaram no desligamento de Zack Snyder do universo cinematográfico, algo que chegou a ser celebrado por alguns críticos.

Publicidade - OTZAds

Falando sobre a relação do diretor com os críticos de cinema, Greg Silverman, ex-executivo da Warner Bros., defendeu Zack Snyder e apontou uma cerca perseguição dos críticos:

Publicidade - OTZAds

“Eu não poderia concordar mais. Sempre suspeitei que a gentileza, a abertura e o entusiasmo de Zack criaram um ambiente para que os críticos subestimassem seu trabalho. Por ser um humano humilde, acessível, decente, não se encaixava nos moldes de um autor. Merda. Deve ser o oposto.” 

Anúncios

Atualmente, Zack Snyder está envolvido em uma nova franquia para a Netflix, Army of the Dead, e a Warner Bros. parece determinada a esquecer os eventos mostrados nos filmes do diretor no início do DCEU. Lembrando que Snyder dirigiu “O Homem de Aço”, Batman VS Superman e o corte não canônico de Liga da Justiça, que estreou no início de 2021 exclusivamente no HBO Max após uma longa campanha dos fãs nas redes sociais.

Deixe uma resposta