Publicidade - OTZAds

Transfobia? J.K. Rowling critica decisão de polícia escocesa e é acusada de transfobia

Anúncios

POR ADAILTON MORAES

Quem acompanha a escritora J. K. Rowling sabe que ela sempre polemiza com comentários conservadores e, algumas vezes, preconceituosos em suas redes sociais, e nessa semana não foi diferente. A autora da obra-prima Harry Potter compartilhou uma notícia referente à polícia escocesa juntamente com uma opinião a respeito e logo foi acusada de transfobia. Mas antes, vamos entender a história por trás de toda a polêmica:

Publicidade - OTZAds

O Governo Escocês tem adotado medidas para facilitar a transição de gênero a pessoas que se identificam transexuais, incluindo a redução da documentação e burocracia, e também a adoção da auto-indentificação por órgãos públicos incluindo a polícia. Para ilustrar a medida, a polícia escocesa revelou que no caso de um estupro, por exemplo, poderia registrar o criminoso como sendo uma mulher se o mesmo se identificasse como tal, independente se a transição de gênero tenha comprovante legal. Indignada com isso, J. K. Rowling publicou em sua conta no Twitter:

Publicidade - OTZAds
Anúncios

“Guerra é paz. Liberdade é escravidão. Ignorância é força. O indivíduo de pênis que te estuprou é uma mulher.”

Imediatamente o comentário carregado de ironia da autora foi acusado de transfobia e muitos internautas retrucaram a publicação:

“Você literalmente criou todo um universo cheio de personagens maravilhosos, criaturas fantásticas, magia e maravilhas, mas não consegue entender que pessoas trans existem? Você decaiu muito da mulher inspiradora que escreveu Harry Potter dentro do seu carro.”

Escreveu um internauta

Vale lembrar que não é a primeira vez que J. K. Rowling se envolve em uma polêmica em relação à comunidade LGBTQIA+, na verdade isso tem sido algo bem comum na vida da autora nos últimos anos. Em 2020, a autora compartilhou uma loja com uma série de produtos considerados transfóbicos por internautas, como por exemplo cartões com os dizeres “Lésbicas não têm pênis” e “Biologia feminina não é uma identidade”. Por causa disso, Rowling tem sido cortada de diversos eventos importantes, incluindo da própria franquia de filmes derivada de seus filmes produzida pela Warner Bros., tendo ficado de fora até do especial de 20 anos de Harry Potter que vai ao ar em breve no HBO Max.

Publicidade - OTZAds

A pergunta é: J. K. Rowling foi transfóbica dessa vez? Deixe sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta