Astroworld| Internautas acusam Travis Scott de satanismo em show que matou 8 pessoas

Astroworld| Internautas acusam Travis Scott de satanismo em show que matou 8 pessoas

Anúncios

POR ADAILTON MORAES

O post a seguir poderia até ser encaixado na categoria Microondas por se referir a um acontecimento do último dia 5 de novembro que confesso que não tinha chegado ao meu conhecimento até então e também foge um pouco ao que estamos acostumados a comentar no QG, mas se faz necessário. No dia em questão, o rapper Travis Scott comandava o festival Astroworld no Parque NRG em Houston, Texas, que viria a se tornar uma verdadeira tragédia contabilizando 8 mortos e dezenas de feridos. Mas o que rolou lá?

Para quem está por fora assim como eu estava, o evento foi o primeiro festival desse porte realizado na cidade desde o início da pandemia, e os mais de 100 mil ingressos foram esgotados em poucas horas, vide a popularidade do rapper de 30 anos de idade e também a participação de Drake. Mas além das milhares de pessoas que compraram os ingressos, houve uma superlotação motivada por furos na segurança e entrada de centenas de penetras, transformando o local em um verdadeiro mar de gente. Foi por volta das 9 horas que Travis Scott começou a cantar e então as autoridades locais receberam diversas chamadas e foram registradas algumas situações de pisoteamento nas proximidades. Corpos desacordados precisaram ser atendidos pelo próprio público enquanto os profissionais se dirigiam ao local, apesar disso o show continuava normalmente. Às 9:30 foi registrada a primeira morte na segunda barreira do palco, quando Travis teria perguntado ao público se tudo estava bem e, tendo a maioria respondido que sim, prosseguiu com o show enquanto as ambulâncias retiravam o corpo.

Anúncios

Tudo piorou por volta das 10h quando iniciou-se a participação de Drake e a aglomeração ao redor do palco aumentou, causando mais mortes. No total foram 8 pessoas mortas, entre elas uma criança de 9 anos de idade, mas o show seguiu normalmente até o horário previsto para terminar. A maioria do público era menor de idade e os relatos sobre o que aconteceu no Astroworld tem gerado grande repercussão e temor:

“Parecia como se estivéssemos literalmente no inferno, mano. Parecia um show no inferno. Você não conseguia respirar, você não podia ver. Imagine todas as pessoas que eles vão encontrar nessa noite, que estavam naquela multidão (que ninguém podia ver, que ninguém podia ouvir) que desmaiaram. E todo mundo estava pisando em cima deles durante o show.”

Relatou um fã que estaria presente no show

“Foram tantos corpos dispostos, pessoas estavam desmaiadas, sendo retiradas. Os gerentes tentando lhes dar um RCP e eles estavam girando de cabeça para baixo e literalmente ficando pretos e azuis. Eu nunca vi a morte na minha vida, mano. Isso foi uma m*rda demoníaca. As pessoas gritavam socorro, tentando contar a Travis Scott. Toda multidão gritava “socorro, ajuda” e ele continuou. Foi assustador.”

Revelou outro espectador

Apesar das alegações de alguns presentes no evento, o rapper Travis Scott e seu advogados negam que ele tenha sido alertado pelo público sobre o que estava acontecendo e que nem mesmo as ambulâncias chamadas para o socorro chamaram a sua atenção, caso contrário teria interrompido o show. Em seu Twitter, o rapper se defendeu:

“Meus fãs significam um mundo para mim, eu sempre quero deixá-los com uma experiência positiva. Sempre que posso ver algo, paro o show e, você sabe, os ajudo a conseguir a ajuda que precisam. Simplesmente nunca poderia imaginar a gravidade da situação.”

Anúncios

Atualmente, as autoridades responsáveis colhem relatos do público sobre o que de fato estava acontecendo no Astroworld quando as primeiras mortes foram registradas e principalmente em relação à postura de Travis Scott e sua equipe em meio ao tumulto generalizado. A investigação deve durar semanas, ou até mesmo meses, e o rapper pode acabar sendo responsabilizado pelas mortes e danos ocorridos no festival. Dois membros da segurança de Scott também estão processando o cantor e alegam que não houve preparo para o evento dessa magnitude e que em momento algum eles foram orientados sobre como proceder em uma situação extrema como a registrada.

Por outro lado, alguns internautas apontam detalhes envolvendo o visual macabro e enredo do próprio evento, que contava com algumas referências ao satanismo e ao inferno, como por exemplo a camisa usada por Travis Scott, que mostrava pessoas passando por um portal e sendo transformadas em demônios.

Mas afinal, o que aconteceu no Astroworld e por que Travis Scott não interrompeu o show? Deixe suas opiniões nos comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s