Publicidade - OTZAds

Liga da Justiça| Ray Fisher “celebra” um ano das acusações contra Walter Hamada

Anúncios

POR ADAILTON MORAES

Publicidade - OTZAds

Os bastidores das refilmagens de Liga da Justiça foram repletos de polêmicas e acusações, que vieram à tona quando o astro Ray Fisher, que deu vida ao Ciborgue, decidiu revelar tudo o que aconteceu por trás das câmeras e denunciou abusos do diretor Joss Whedon encobertos por nomes importantes na Warner Bros, incluindo Walter Hamada, o presidente da DC Films. Segundo o ator, Hamada fez de tudo para abafar as investigações sobre a contuda de Whedon, usando todo o seu poder para desacreditar as acusações.

Agora, em seu perfil no Twitter, Ray Fisher relembrou o caso e celebrou um ano das acusações contra Walter Hamada, agradecendo ao apoio dos fãs:

Publicidade - OTZAds
Anúncios

“Hoje fez um ano que Walter Hamada e a Warner Bros Pictures falharam em enterrar a verdade sobre a Liga da Justiça. Um ano atrás, eles falharam em me enterrar com mentiras e acusações. Eles falharam porque vocês emprestaram sua voz. Estou eternamente em dívida com vocês. Feliz #DiaDoHamada.”

Recentemente, Ray revelou que sua participação no filme The Flash foi cortada como retaliação pelas denúncias que fez sobre os abusos de Joss Whedon e também do produtor Geoff Johns. Ainda pouco tempo atrás, ele também disse que só aceitaria voltar ao Universo Estendido da DC como Ciborgue com um pedido público de desculpas do próprio Walter Hamada, acusando-o de arquitetar todo um movimento para desacreditar o ocorrido nos bastidores do filme de 2017 e ainda prejudicar a sua carreira em Hollywood.

Publicidade - OTZAds

É claro que, como um inimigo público de um dos maiores estúdios do cinema hollywoodiano, Ray Fisher tem sido ignorado pelas produções e diretores, não tendo sido escalado para novos projetos nos cinemas desde então. Mas e você, de que lado está nesse confronto que Ray Fisher não está disposto a esquecer? Deixe sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta