Kevin Feige elogia “O Esquadrão Suicida” de James Gunn e fala sobre crossover entre Marvel e DC

Kevin Feige elogia “O Esquadrão Suicida” de James Gunn e fala sobre crossover entre Marvel e DC

Anúncios

POR ADAILTON MORAES

Não é de hoje que os fãs especulam e imaginam como seria um crossover entre a Marvel e a DC nos cinemas, e com o lançamento do novo O Esquadrão Suicida de James Gunn, muitos acreditam que isso pode não ser tão impossível assim. O novo filme marca a estreia de Gunn no Universo Estendido da DC e tem tido uma ótima aceitação do público e crítica, ao mesmo tempo que chama a atenção pelo fato do diretor ter sido readmitido pela Marvel Studios para dirigir Guardiões da Galáxia Vol. 3, fazendo dele um “filho das duas casas”. O diretor recentemente falou que anda tendo conversas sobre um crossover entre a DC e a Marvel nos cinemas e também revelou que adoraria ver isso acontecendo nas telonas; agora foi a vez de Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, falar sobre a possibilidade.

Anúncios

“Olha minha resposta padrão para essas coisas são ‘nunca diga nunca’. Nunca pensei que chegaríamos tão longe. James [Gunn] não trouxe isso à tona aqui, mas sei que ele está trabalhando duro em Guardiões da Galáxia Vol. 3, que começará a ser filmado antes do final deste ano.”

Kevin também falou sobre “O Esquadrão Suicida” da DC:

“Ele terminou ‘O Esquadrão Suicida’, que é espetacular, e está bem encaminhado para a preparação de Guardiões 3.”

Além do terceiro filme dos Guardiões da Galáxia da Marvel, James Gunn também está envolvido em Pacificador, série derivada de O Esquadrão Suicida que trará o retorno do personagem titular vivido por John Cena e estreia no início de 2022 no HBO Max. “Guardiões da Galáxia Vol.3” estreia em maio de 2023 e provavelmente marca o último filme da equipe no UCM, além da despedida já oficial do Drax e Dave Bautista.

Mas enfim, voltando ao crossover entre a Marvel e a DC nos cinemas, isso já aconteceu algumas vezes nos quadrinhos e os personagens de ambas as editoras inclusive chegaram a se fundir em um universo próprio, o Universo Amálgama. Agora para isso acontecer nos cinemas, seria preciso uma verdadeira revolução no meio, afinal envolveria uma série de contratos de direitos autorais e diversos advogados/ autores/ produtores/ co-criadores. Resumindo, é praticamente impossível isso acontecer em um futuro próximo, mas quem sabe um dia?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s