Publicidade - OTZAds

Pacificador| James Gunn explica por que personagem ganhou primeiro spin-off de “O Esquadrão Suicida”

POR ADAILTON MORAES

Publicidade - OTZAds

O Esquadrão Suicida conquistou a crítica e o público com um enredo repleto de diversão, ação e mortes, muitas mortes; e parece que o diretor James Gunn nunca teve dúvidas do sucesso, tendo inclusive produzido uma série derivada antes mesmo do filme estrear. Pacificador é o primeiro projeto derivado do novo Esquadrão, trazendo o personagem de John Cena em uma aventura solo que irá explorar seu passado antes de cair nas mãos de Amanda Waller e também os eventos após a missão em Corto Maltese de “O Esquadrão Suicida”. Contudo incialmente o projeto gerou uma certa revolta por parte dos fãs, que não conseguiam entender o motivo de um personagem desconhecido como o Pacificador ganhar uma produção solo enquanto nomes como o Superman ficam de escanteio dentro do Universo Estendido da DC; essa impressão mudou após a estreia de “O Esquadrão Suicida” no último dia 5, mas o diretor James Gunn resolveu esclarecer seus motivos para dar destaque ao infame vilão, mesmo podendo ter escolhido qualquer outro.

Anúncios

Segundo o diretor o personagem de John Cena é o único dos protagonistas de “O Esquadrão Suicida” que não teve aprofundamento no filme, propositalmente é claro, e isso acontecerá justamente na série solo para o HBO Max:

Publicidade - OTZAds

“Bem, acho que é um soma de coisas. No filme, a Harley tem uma história completa sobre ela, um arco completo. Sanguinário tem um história completa. Rick Flag e Caça-Ratos 2 também. Todos eles aprendem algo sobre si mesmos- às vezes coisas boas, em outras coisas ruins- mas o Pacificador é um babaca que continua sendo um babaca, e ele é um otário no filme, Mas acho que há algo mais além, esse cara é falador, desagradável e um imbecil metido a machão. Isso é péssimo, mas por quê? Em que ponto ele se tornou um imbecil e o que isso significa? Há muito para investigar aí.”

ATENÇÃO! O POST A SEGUIR CONTÉM SPOILERS

Voltando ao enredo de O Esquadrão Suicida, no filme temos o Pacificador como um verdadeiro FDP (se assim podemos dizer), sendo ele o responsável por uma das cenas mais marcantes e tristes de toda a trama: a morte de Rick Flag, personagem defendido por Joel Kinnaman. O Comandante Flag é o braço-direito de Amanda Waller dentro da Força Tarefa X, sendo o responsável por manter os integrantes da equipe sob o controle e passar as informações para a personagem interpretada por Viola Davis; mas tudo muda quando ele descobre o verdadeiro objetivo da missão, que era encobrir os rastros do envolvimento do governo americano no Projeto Estrela-do-Mar e no cativeiro de Starro. Revoltado, Flag decide se voltar contra Waller e seu país e divulgar o envolvimento dos EUA com todos os experimentos bizarros conduzidos pelo Pensador em Corto Maltese, mas é detido e morto pelo Pacificador, que ainda tenta matar a Caça-Ratos 2 e acaba sendo “morto” pelo Sanguinário.

Publicidade - OTZAds

Na cena pós-créditos, entretanto, descobrimos que de alguma maneira o Pacificador conseguiu sobreviver à bala do Sanguinário e ao desmoronamento de Jotunheim, onde Starro foi mantido cativo por mais de trinta anos. No hospital, Waller envia dois agentes para cuidar da recuperação do vilão e é revelado que ele terá uma nova missão para salvar o mundo. O que será que vem por aí? A série Pacificador estreia em janeiro de 2022 no HBO Max.

Deixe uma resposta