Tilda Swinton reage a comentários de Kevin Feige sobre mudança na etnia da Anciã no UCM

Em 2016, o primeiro filme do Doutor Estranho interpretado por Benedict Cumberbatch estreou no Universo Compartilhado da Marvel Studios deixando os fãs empolgados para ver o poderoso Mago Supremo ganhando as telonas. Mas o filme também trouxe uma escolha que, embora tenha sido bem recebida na época, atualmente divide opiniões: Tilda Swinton como a Anciã, adaptação do personagem que nas HQs é um homem asiático. A escolha gera discussões e é usada por muitos militantes como um exemplo de whitewashing em Hollywood.

O termo whitewashing significa, em livre tradução, branqueamento e aponta a tendência da indústria cinematográfica e das artes em geral de escalar profissionais brancos ou mais especificamente caucasianos em papéis que essencialmente são de outras etnias, como é o caso do Ancião dos quadrinhos Marvel por exemplo. A discussão repercutiu recentemente e levou Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, a revelar que se arrepende de ter escalado Tilda Swinton para o papel. Agora, a própria Tilda respondeu às afirmações do produtor:

Anúncios

“Eu fico muito, muito grata que ele tenha dito isso. Eu lembro que na época tinha um grande ponto de interrogação na minha cabeça, por acompanhar a reação do público descobrindo que uma mulher escocesa interpretaria o personagem- e por não ter sentido nenhum tipo de resistência. Houve um acolhimento imediato. Isso mudou em algum momento, por motivos pelos quais eu tenho uma enorme parcela de simpatia.”

A atriz fez questão de deixar claro que não se opõe às criticas e ainda destacou como a postura do público tem mudado em relações a questões representativas nos dias de hoje:

“O público se senta cada vez mais empoderado para contribuir com as narrativas e se sentir ouvido dentro da história, e esse é um desenvolvimento social muito saudável.”

Anúncios

Mas e você, o que acha dessa questão? Kevin Feige e os críticos estão certos de apontar a escolha de Tilda Swinton como Anciã como infeliz? De qualquer maneira, a personagem está morta no UCM e a discussão não terá grandes impactos; mas vale ressaltar que a Marvel Studios tem a intensão de evitar novas situações do tipo e pretende trazer muito mais diversidade e representatividade em suas novas produções.

Autor: Adailton Moraes

23 anos. Apaixonado pela cultura geek. Cristão. Desenhista. Amante da escrita e comunicação visual. @amoraes7

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s