Publicidade - OTZAds

Batman| “Um aristocrata bilionário que bate em pobres e doentes mentais”, pontua Garth Ennis

Batman| “Um aristocrata bilionário que bate em pobres e doentes mentais”, pontua Garth Ennis

Ultimamente o público tem enxergado as histórias em quadrinhos e derivados de maneira geral de uma forma mais ampla, digamos assim, focando não só nos heróis e seus feitos extraordinários como também nos vilões e suas motivações. Prova disso é o crescente interesse por projetos focados nos personagens que antes eram vistos apenas como malfeitores, como por exemplo, os filmes Venom, Coringa, Kraven, Morbius, Malévola e o recente sucesso Cruella. Os vilões estão tão em alta que, algumas vezes, são os heróis que parecem não ser tão bons assim; e é sobre isso que vamos falar hoje.

Publicidade - OTZAds
Anúncios

Em uma entrevista recente, Garth Ennis, famoso escritor de histórias em quadrinhos e co-criador de The Boys, falou um pouco sobre sua visão de um dos super-heróis mais populares do mundo, o Batman, e surpreendeu aos fãs:

Publicidade - OTZAds

“Estamos falando sobre um aristocrata bilionário que bate em pessoas pobres, bem como em doentes mentais… Não sei o que isso tem a ver com um código de conduta e honra, mas certamente apela ao meu senso de humor.”

Garth voltou ao quadrinhos da DC Comics recentemente com Batman: Reptilian, que acompanha o Homem Morcego enfrentando um novo monstro reptiliano muito mais ameaçador que o Killer Croc, que decide caçar cada um dos vilões da extensa galeria de Gotham City. A minissérie para o DC Black Label conta com ilustrações de Liam Sharp e tem lançamento previsto para o próximo dia 22 de junho.

Publicidade - OTZAds
Anúncios

Voltando ao assunto, essa não é a primeira vez que questionam o modo de agir do Cavaleiro das Trevas, na verdade, isso está ficando cada vez mais comum, e há por aí muitos que acreditam que Bruce Wayne é o verdadeiro vilão de Gotham City. Mas e você, qual a sua opinião sobre o herói e seu tão questionado código de conduta? Deixe sua opinião nos comentários.

10 comentários sobre “Batman| “Um aristocrata bilionário que bate em pobres e doentes mentais”, pontua Garth Ennis

  1. Bruce Wayne tem o maior centro de caridade e assistência social particular do mundo gera a maior parte dos empregos de baixa renda da cidade vai atrás de criminosos de colarinho branco e o cara concluiu que é um aristocrata que espanca pobres tudo bem que garth ennis odeia super heróis mas falar isso é forcar a barra com todo o respeito ao escritor e criador

  2. Esse cara tá falando besteira, ele só vai atrás de criminoso TD bem que alguns são doidos e nem bate tanto, os criminosos matam, colocam bombas, muitos podem considerar como terrorista e só levam uns tapinhas e ainda vão pra um sanatório, tinha que ir pra cadeira Eletrica kkk, mais aí acabaria os vilões, sem falar que Bruce tem várias instituições para ajudar os pobres e ainda gera empregos. Vou parar por aqui senão vou escrever um livro kkkk.

  3. Adoro o pessoal que crítica os heróis, mas não conseguiria ficar 5 minutos sem se tornar uma vítima do seu vilão favorito caso existisse no mesmo universo.

  4. Aff esse mundo Nutela, só falta cancelar o Batman que nem os loney tunes, pelo que sei Batman nunca passou dos limites, matar, estuprar, roubar, ele detesta arma de fogo, olha que muitos vilões mereciam muito morrer, bater em quem nunca aprende ter dó? por isso que mais fácil ser vilão mesmo, homem aranha, Batman, herói não vão casa descansar e festejar o mal que fez aos dos outros, vida de vilão e fácil por isso que pessoal gosta ninguém quer ser herói de verdade não dá conta.

  5. Pinguim é um pobre ou doente mental? Bane é pobre ou doente mental? Ras al Guhl é pobre ou doente mental? Máscara negra é pobre ou doente mental? Os chefes das máfias de gotham são pobres ou doentes mentais? Os políticos corruptos são pobres ou doentes mentais? Os policiais corruptos são pobres ou doentes mentais?
    Ellis precisa falar menos é ler mais, especialmente “Batman Ano Um”, mais precisamente a página com o quadrinho “o banquete acabou”

    1. Batman Ano Um foi curiosamente uma das duas únicas sagas do Cavaleiro das Trevas que Ennis leu “de capa a capa” junto com Piada Mortal! Provavelmente foi só uma passada de olho!

  6. Estamos vivendo numa época onde os valores podem ser distorcidos, e a prova é a adoração ao coringa e arlequina estampados em camisetas dos jovens Brasil afora. O mundo esta doente e cínico, onde a polícia é cruel e covarde, enqto os bandidos são vítimas de uma sociedade da qual todos fazemos parte, enqto damos duro pra sobreviver honestamente.

  7. Nutellas doentinhos, coitadistas de iphone , sem ter o que fazer – esse é o mundinho surreal, lacralouco de quem, agora, se volta contra os nossos queridos super heróis em troca de holofotes e polêmica inútil – heróis bons pra essa corja são marighella, marielli, chê, fidel e mais um monte de esquecíveis.

  8. É bastante compreensivo que, alguém que despreza tanto os super-herois, tenha um conhecimento um tanto superficial até sobre os mais icônicos personagens! O segredo é não levar a sério o que o autor fala, uma vez que você já conheça a vibe dele! Apenas acho que o senhor Ennis devia tomar cuidado quando abrir a boca, pois o sucesso e a notoriedade que ele tanto almeja para seus trabalhos, depende de seus fãs e muitos deles são também fãs dos “supers” que ele se diverte alfinetando! Basta observar a empolgação do Kuririn Irlandês sobre a série live-action de Preacher!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: