Publicidade - OTZAds

Monster Hunter| Exibição na China é cancelada após piada racista em cena do filme

Bora para mais uma dose diária de polêmica? Pois bem, a bola da vez é o novo filme protagonizado por Milla Jovovich, baseado na franquia de games Monster Hunter, que teve sua exibição cancelada nos cinemas chineses após a ampla divulgação de uma cena presente no longa que contém uma piada racista que ofende o povo chinês.

Publicidade - OTZAds

Apesar de ter passado batido pela censura chinesa, uma das mais rigorosas do mundo, a piada se tornou motivo de uma onda de cancelamento e boicote motivada pelo próprio público, obrigando as redes de cinema locais retirarem “Monster Hunter”, que estreou no dia 3 de dezembro na China, das salas até que a tal cena seja editada ou mesmo completamente retirada do filme. Mas afinal, o que essa cena tem de tão ofensiva? Pois bem, o trecho em questão é uma versão de uma antiga rima considerada racista que diz: “Chinês, japonês, joelhos sujos- olhem eles” (Chinese, japanese, dirty knees- look at these?” no original).

Anúncios

A polêmica foi tão grande que até mesmo os games da franquia “Monster Hunter” sofreram com ela, ao ponto de diversos jogadores começarem a criticar também os jogos e dar notas e comentários negativos em várias plataformas, como o Steam por exemplo. A Capcom, responsável pela produção dos jogos, fez um comunicado deixando bem claro que não tem nada a ver com o longa-metragem, muito menos com a cena preconceituosa.

Publicidade - OTZAds

Segundo o jornalista Daniel Ahmad, que cobre o universo de videogames na Ásia, revelou que a Capcom vai entrar em ação para solucionar o problema que tem prejudicado seus produtos:

Publicidade - OTZAds

“A Capcom liberou uma declaração em sua rede social devido à repercussão negativa, dizendo que está ciente da situação e controvérsia, que não é a produtora do filme de ‘Monster Hunter’ e que vai denunciar a situação para as companhias relevantes de filmes investigarem.”

E você, o que acha de toda essa situação? Deixe sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta