Publicidade - OTZAds

Screenrant especula substituto para Chadwick Boseman e gera polêmica

O mundo amanheceu mais triste ontem (29) com o anúncio inesperado da morte de Chadwick Boseman, o Pantera Negra do Universo Cinematográfico da Marvel; a internet foi dominada por homenagens e lamentos pela partida prematura do ator que lutou contra um câncer no cólon em segredo durante quatro anos, enfrentando também paralelamente uma dura rotina de gravações e filmagens. Um verdadeiro herói!

Publicidade - OTZAds

Mas infelizmente, nesse mundo em que vivemos, a falta de empatia e sensibilidade se mostra cada vez maior e mais gritante, o que não foi diferente com a morte de Chadwick. O site de notícias Screenrant teve a infelicidade e insensibilidade de publicar cerca de uma hora depois do anúncio da morte um artigo de especulações sobre possíveis substitutos para Chadwick Boseman no papel do Pantera Negra, algo que obviamente gerou polêmica e ataques.

Imediatamente, os internautas caíram matando sobre o site, destacando a falta de respeito e de ética para com o momento de luto e para com a própria família de Boseman, tratando o ator como uma peça descartável e substituível do UCM:

Publicidade - OTZAds

“Há pessoas magoadas, tristes e de luto e Screenrant já está focado nisso?”

indagou um internauta indignado

Logo o nome do site se viu envolvido em diversos tuítes e publicações com os mais variados ataques e manifestações de indignação, e enfim percebeu a burrada que havia feito. Agora o post especulativo não existe mais e os links dele redirecionam os leitores para a notícia da morte de Chadwick Boseman. O escritor do ScreenRant Cooper Hood também se desculpou por ser o autor do texto e publicar o artigo:

Publicidade - OTZAds

“Lamento qualquer papel que desempenhei inadvertidamente em causar mais dor em um momento em que todos nós estamos descobrindo como processá-lo.”

Cooper também anunciou que ele também estaria “fazendo uma doação para a Fundação do Câncer de Cólon em nome de Boseman para tentar ajudar a evitar que tragédias futuras como esta aconteçam por meio de detecção precoce e, com sorte, encontrar uma cura.”

Deixe uma resposta