Publicidade - OTZAds

Esquadrão Suicida|David Ayer fala sobre seu corte original do filme

O mundo geek segue fervendo em meio à chuva de notícias e especulações a respeito do futuro do Universo Cinematográfico da DC Comics, uma vez que o corte original de “Liga da Justiça” dirigido por Zack Snyder enfim será lançado e tudo indica que Henry Cavill também está regressando ao papel do Homem de Aço. Em resumo, a Warner Bros parece estar mudando e cedendo à vontade dos fãs, o que motivou uma nova campanha por corte de diretor.

É isso mesmo, pouco a pouco o movimento #ReleaseTheAyerCut tem ganhado força na internet pedindo que a Warner lance também o projeto inicial do diretor David Ayer para o filme do Esquadrão Suicida, que sofreu grandes mudanças tal como “Liga da Justiça” após as duras críticas a Batman VS Superman e teve uma drástica mudança de tom e cortes de muitas cenas e detalhes da trama.

Publicidade - OTZAds

Agora, David Ayer decidiu dar mais alguns detalhes sobre os planos que tinha para o longa e que foram censurados pela temida tesoura da Warner. Dentre outras coisas, o diretor destacou o tom do filme, muito mais sombrio que a versão final:

Publicidade - OTZAds

“O trailer original teve o tom e essência do filme que eu fiz. Foi metódico, com camadas e complexo, lindo e triste. Após as críticas negativas de ‘Batman VS Superman’ na época, e com o sucesso de ‘Deadpool’, meu filme se transformou de drama em uma comédia. A cena do Coringa no Arkham, com a Harley presa, foi considerada muito sombria e mandaram refilmar. Todo o primeiro ato era bem estruturado, eu me inspirei em Christopher Nolan.”

Ayer também falou a respeito do Coringa de Jared Leto no filme, uma das coisas que mais motivam comentários negativos sobre “Esquadrão Suicida” até os dias de hoje. “Seria aterrorizante”, ele diz.

“Existiam cenas com atuações incríveis de Jared Leto e Margot Robbie, o Coringa seria aterrorizante e a Harley bastante complexa. Imagine se o Coringa de Todd Phillips fosse regravado e refeito por ser muito sombrio. Foi exatamente o que aconteceu em Esquadrão Suicida. Qualquer executivo que tenha dito que minha versão não funcionava, me deve uma explicação.”

Então, o que sabemos sobre o corte de David Ayer é justamente que Jared Leto gravou inúmeras cenas como Coringa e teria muito mais tempo de tela, mas que praticamente tudo foi descartado. Outro detalhe que faria grande diferença é que a vilã Magia seria mais ameaçadora e teria ligação direta com as Caixas Maternas de Darkseid, estabelecendo uma ponte para “Liga da Justiça” de Zack Snyder, que veremos em breve no HBO Max.

Publicidade - OTZAds

Contudo, é muito pouco provável que vejamos o Ayer Cut sendo lançado, ao menos não tão rapidamente, ainda mais que um novo filme do Esquadrão estreia em 2021, agora sob a direção de James Gunn da franquia “Guardiões da Galáxia”. O que vocês acham? Deixe sua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta